Na esfera empresarial e organizacional, tem sido sublinhada a necessidade de estabelecer canais de denúncia eficazes, que não só cumpram os regulamentos, mas também se tornem instrumentos para promover a transparência e prevenir actos corruptos ou antiéticos. Segue-se uma descrição do procedimento do canal de reclamações, em conformidade com a regulamentação em vigor.

Qual é o procedimento do canal de reclamações?

O procedimento do canal de reclamações refere-se ao funcionamento sistemático deste instrumento nas empresas e entidades públicas. Esta ferramenta é fundamental no âmbito do lei de proteção dos autores de denúncias e a diretiva da UE relativa à denúncia de irregularidades. Neste sentido, é essencial compreender que estes canais não são meros receptores de informação, mas sim sistemas estruturados que devem seguir um protocolo específico e estar em conformidade com as política de responsabilidade social das empresas.

Como é estruturado um canal de reclamações?

As empresas, especialmente aquelas com mais de 50 funcionários, têm a responsabilidade de implementar um canal de denúncia obrigatório canal de denúncia obrigatório. Este canal deve ser estruturado de forma a que qualquer ação ou comportamento contrário aos regulamentos internos ou às leis estabelecidas possa ser comunicado. As vias do canal de reclamações, escritas ou verbais, devem garantir a confidencialidade e a proteção dos dados, respeitando assim as disposições do responsável pela proteção de dados (RPD).

A correcta gestão correcta do canal implica a receção da queixa, a emissão de um aviso de receção, a avaliação da validade da queixa e, se for aceite, o início do processo de investigação interna. Todo o processo deve ser supervisionado pelo responsável pela conformidade que assegura o cumprimento em todas as fases do procedimento.

É essencial ter um procedimento de canal de reclamações?

Sim, e é vital não só por razões legais, mas também para garantir um processo rápido e eficaz de tratamento das queixas. Um canal mal gerido pode levar a sanções especialmente se obstruir o processo de queixa e de investigação.

Comunicar o procedimento

Para que um canal de reclamações funcione eficazmente, é imperativo comunicar a sua existência e o seu procedimento. Isto pode ser feito através de um regulamento de canal, idealmente publicado no sítio Web da empresa. Isto é crucial não só para o pessoal interno, mas também para terceiros que possam ter informações valiosas a comunicar.

Conclusão

A criação de um canal de reclamações eficaz e a sua gestão adequada são hoje vitais. As empresas devem garantir que estes sistemas não só estão em conformidade, como também são verdadeiros instrumentos para assegurar a transparência e a ética.

Tópicos relacionados

Compliance y Protección de Datos

Trusty Free
Software gratuito de denúncia de irregularidades

Conformidade fiável com a diretiva da UE relativa a denúncias e com a legislação dos EUA relativa a denúncias.

Instantáneo. Seguro. Sin complicaciones.


CONSIGUE Trusty ¡Gratis!

También puedes registrarte en Trusty directamente a través de WordPress:


wordpress whistleblower hotline